O início da povoação aconteceu com a chegada do caboclo Cornélio Tavares e sua família, ás margens da lagoa, para fabricação de panelas de barro e outros utensílios, dando origem ao nome da lagoa.

Em 1820, José Felix do Rego Barros, recebia posse na Lagoa da Panela, que no decorrer do século XIX, passou a denominar-se no plural, Panelas.

A região ocupou-se com lavoura e criação de gado, desde a segunda metade do século XVIII. O primeiro possuidor de uma sesmaria ao redor da Lagoa da Panela, foi o padre Antonio Vieira, grande proprietário da Anta Esfolada, a futura Nova Cruz.

O Povoado cresceu e recebeu o nome de Bom Jesus, em 1936, por sugestão do Frei Damião de Bozzano.

Gentílico: bom-jesuense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bom Jesus, pela lei estadual nº 2794, de 11-05-1962, desmembrado de Senador Eloi de Souza, constituindo o distrito sede em 03-06-1962.